Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2016

A verdade de um país, Cristóvam Buarque

Em nenhum outro país os ricos demonstram mais ostentação que no Brasil. Apesar disso, os brasileiros ricos são pobres. São pobres porque compram sofisticados automóveis importados, com todos os exagerados equipamentos da modernidade, mas ficam horas engarrafados ao lado dos ônibus de subúrbio. E, às vezes, são assaltados, sequestrados ou mortos nos sinais de trânsito. Presenteiam belos carros a seus filhos e não voltam a dormir tranquilos enquanto eles não chegam em casa. Pagam fortunas para construir modernas mansões, desenhadas por arquitetos de renome, e são obrigados a escondê-las atrás de muralhas, como se vivessem nos tempos dos castelos medievais, dependendo de guardas que se revezam em turnos.
Os ricos brasileiros usufruem privadamente tudo o que a riqueza lhes oferece, mas vivem encalacrados na pobreza social. Na sexta-feira, saem de noite para jantar em restaurantes tão caros que os ricos da Europa não conseguiriam frequentar, mas perdem o apetite diante da pobreza que ali …

Buscando viver

Eu costumo criar dificuldades para ir para frente, amarras que me prendem para trás. Costumo não arriscar com medo de cair, não comer com medo de engasgar, não escutar a música com medo de quando ela acabar. Mas não deveria ser assim, porque deixar de acordar cedo me faz deixar de ver o nascer do sol, parar de estudar com medo de não alcançar o que quero, não me faz somente desistir de tudo? Ou escolher não ser quem eu sou só para não brigar com aquele que eu amo, não me faz ser uma covarde? 
Admito isso, não tenho feito as escolhas certas, tenho feito as mais fáceis, mesmo sabendo que não é assim que se vai pra frente. E não deve ser assim! Quero ser quem eu sou e levantar a minha voz quando precisar: ser ativa, viver, cair e levantar depois. Não é com sorrisos que se sabe que está viva, é quando a gente luta que o sangue esquenta e aí você sente sua vida: quando você está lutando por ela e fazer isso não é levantar da cadeira e ir caminhando? Não é pegar o livro e estudar para cons…

#Escutehoje: Imagino (Banda Calypso)

Letra:  Imagino, nós dois na mesma cama
Te imagino, dizendo que me ama
Imagino o teu corpo sobre o meu

E me lembro do calor dos braços teus
Imagino minha boca
Procurando feito louca por você
Na hora do prazer


E tudo isso já ficou guardado
Pra sempre dentro dos meus pensamentos
Eu vivo das lembranças que você deixou
Daquele louco amor


E quando a saudade insistir, insistir
Em chegar perto de mim,
Imagino que você está aqui, meu anjo, meu sonho
Meu coração, te amando, espantando a solidão


E tudo isso já ficou guardado
Pra sempre dentro dos meus pensamentos
Eu vivo das lembranças que você deixou
Daquele louco amor


E quando a saudade insistir, insistir
Em chegar perto de mim,
Imagino que você está aqui, meu anjo, meu sonho
Meu coração, te amando, espantando a solidão

#Escutehoje: Contrários (Instrumental) / Palavra e Som (com Padre Fábio de Melo)

Vou começar várias postagens com músicas para escutar no dia que vêm à minha cabeça, podem ser desconhecidas ou não, então, lá vai a primeira, espero que gostem, pois gostei muito dessa música:


Letra: A palavra e o som residem na canção,  na harmonia das baladas imortais.  No picadeiro do meu circo de emoção,  me equilibro em minha voz, nas minhas cordas vocais. 
Todavia Deus me fez palavra e som,  deu-me a voz e esse dom, e a missão de um sabiá.  Brasileiro é a minha profissão,  eu sou cigarra da canção que só vive pra cantar... 
E canto para o meu país,  por isso aprenderei o som dos sabiás.  Esquinas são vocês.  Quintanas são quintais. 
Todavia Deus me fez palavra e som,  Deu-me a voz e esse dom, e a missão de um sabiá.  Ser brasileiro é a minha profissão.  Eu sou cigarra, eu amo a canção, eu só vivo pra cantar 
E a praça e o Brasil são de vocês,  dos poetas, dos homens de bem.  Meu coração é escravo das Baías, Gerais,  dos quintanas, dos quintais,  das esquinas da nação 
Amo o meu país,  por isso apren…

Dica de série: Beauty and the beast

Gostei dessa série desde o primeiro episódio e, a partir do segundo episódio, viciei (to brincando, Deus me livre viciar de novo em série). Como uma nova versão da Bela e a Fera, ela fala basicamente sobre uma detetive e um ex-soldado que sofreu alguns experimentos. Veja a sinopse abaixo:
Sinopse: Catherine Chandler é uma detetive inteligente e focada. Na adolescência, a policial testemunhou o assassinato de sua mãe, vítima de dois homens armados. Ninguém acreditou nela, mas Catherine sabe que não foi um animal que atacou os assassinos, mas sim, um humano. Anos depois, Catherine é uma mulher forte, confiante e capaz de resolver crimes juntamente a sua parceira de trabalho, Tess. Enquanto investigam uma morte, Catherine descobre uma pista que a leva ao doutor Vincent Keller, dado como morto durante a guerra do Afeganistão, em 2002. Ela descobre que Keller foi quem a salvou no passado. Entretanto, Vincent esconde um segredo, algo que o fez ficar longe da sociedade por 10 anos: quando e…