21 de maio de 2016

Meu texto no Blog Marés - Só não deixe a maré te levar


Os bichos andavam acorrentados, levados por outros Bichos para o trabalho. A Instituição empurrava para a frente, para trás, para onde ela quisesse, e eles aceitavam tudo. A Política silenciava e proibia. A TV manipulava, imobilizava. E o que é algo imobilizado? Inerte, parado, sonolento, apático, indiferente. Do Sistema nem se fala! Ainda se conhece o que o Sistema é capaz de fazer: imobilizar! Tornar a gente parado, passivo, do tipo que aceita tudo sem pestanejar, sem criticar, sem perguntar. 

A maré vai, volta, carrega, arrasta, leva para longe, nos deixa perdidos no meio de um mar de tubarões. E a gente se deixa levar? E quantas vezes nos deixamos! A gente não é o que quer, a gente não escolhe aquilo que deseja. Queremos o cabelo da novela, ser o casal do instagram, ter o corpo do momento, a unha, a personalidade que nos aceitem. E para quê? Só para vivermos uma vidinha mais ou menos, levadas pelo que o Sistema determina, pelo que a Mídia oferece, pelas pessoas que, na verdade, nem acrescentam muito para a nossa vida. E assim, desejamos o que na verdade não queremos e somos o que não é nosso e até os nossos sonhos são marionetes usadas. 

Quem ainda sonha em mudar o mundo? Quem só pensa em ter um futuro cheio de capital? Os bichos sonhavam com a liberdade. E nós? Sonhamos com o que? Não podemos ser levamos pela maré, e essa é o mundo inteiro. O mundo paira sobre nós como tubarões a nos rodear para devorar os nossos sonhos, os nossos planos, aquilo em que acreditamos. A maré vai, volta, carrega, arrasta, leva para longe, nos deixa perdidos e, se chegarmos no meio do mar, podemos afundar com ele. 

O mundo é uma maré, mas não precisamos ser arrastados se não quisermos. É só prestar atenção. 



ATENÇÃO!
Quem quiser acessar ao site onde postei originalmente, o link é este: Blog Marés

Nenhum comentário:

Postar um comentário