3 de março de 2016

Estilo de vida americano



A segunda-feira já começa cedo e boa parte da população brasileira que reside em favelas acorda antes do nascer do sol. A dona de casa tipicamente morena e cansada acorda os filhos e coloca todos para o café da manhã. Nesse momento, na TV já passa um sonho: um banquete num filme americano recheado de tudo o que se tem direito e ninguém come quase nada! Ops! Mas em casa não é do mesmo jeito? Naquela família, acordada às 5 horas da manhã, ninguém toda em nada também! Estilo de vida americano ou "american way of life" como diziam numa época antiga que ninguém sabe dizer.

"Mãe! Faltou comida para o Zé!" E cadê a mãe? Já saiu correndo por entre os barracões empilhados e as ruelas de tráfico, pedindo permissão aos "donos da comunidade" para que possa, finalmente, chegar ao trabalho, sabe Deus como!

Coitada! Nem sabe que por essas horas o Zé já está na rua, assaltando gringo para ter o que comer. Lugar de menino é na escola! Onde o Governo dá bolsa e o lanche - quando tem - água na boca. Pense numa escola boa! O menino aprende de tudo para sobreviver: quando não é briga, já vai meio caminho andado para virar traficante, aprendendo matemática para vender droga e até estratégia de assalto tem. Na volta para casa a aula é prática, mas acaba dando errado: o pobre do Zé, moreno e cansado, é preso por policiais. Batem, xingam e o culpam. Depois disso, para a mãe chega a notícia de seu desaparecimento. Menino traquino! E ele lá tem culpa de algo? Só queria ter o "Estilo de vida americano".

Onde está na Lei que isso é proibido? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário