22 de setembro de 2014

Uma Igreja, a você.

Eu desejo a você uma Igreja linda e abençoada, desejo que seja bem cuidada, carinhosa, tranquila e acima de tudo, que Deus possa realizar maravilhas nela. Desejo fazer parte dela, não assistir às celebrações apenas, mas participar delas e vivê-las. Desejo que o mal não prevaleça sobre ela, nem mesmo chegue perto. Que qualquer ideia ruim seja dissipada, que as pessoas amem estar nela e viver ela. Que sejam também bem acolhidas e que possam acolher, sem julgamento, qualquer pessoa. Pois é a morada de Deus e na casa dEle a gente deve se sentir em casa, mas não é educado só reclamar ao dono. Resmungar e dizer que a “comida” não é boa, que a “água” não presta ou que você deveria ser melhor recebido, porque aquela forma não lhe convém. Não é educado falar mal de tudo ou querer que tudo seja como você acredita que deve ser. Porque Ele vai cuidar bem dela, vai fazer tudo bem certinho: retirar a poeira, preparar a melhor comida e a melhor recepção do mundo. Vai te dar um abraço tão gostoso que se você abrir seu coração, caramba!, não vai nunca querer deixar aquela casa. Aquela que é santa e que te toma como o maior tesouro que existe. E qual a melhor sensação do que a de se sentir importante? E qual a pior sensação do que aquela na qual você cria toda uma expectativa para a chegada daquela pessoa, arruma tudo: retira a poeira, prepara a melhor comida que pode e a melhor recepção que você sabe dar e de repente… “Não, não vai dar! Hoje não posso ir.” Caramba. Caramba! Como é duro ouvir. Imagina Deus? Que chama, chama, insiste… E você? Nada. Não é que isso venha fazer alguma coisa para Ele, você não ir à sua casa não vai abalá-lo em nada. Mesmo Ele te amando e tudo o mais, o afetado de verdade com essas negações que Ele sempre recebe é, indubitavelmente, você. E que tipo de pessoa nega um abraço? Ou uma comida boa? Ou mesmo um amor tão, tão grande que não é cabível na mente humana. Que tipo de pessoa faz isso? É por isso que eu desejo a você, uma boa Igreja, uma boa casa de Deus, uma recepção tão boa! Tão boa que nem se compara à sua própria casa. É, aquela que você dorme todos os dias, ou à sua cama, ou tudo! Ou ao mundo! Nada é comparável ao que você sente em estar com Deus. Eu desejo. Desejo que pare de dizer não! Aceite o abraço dEle. Vá a Igreja e faça dela a sua primeira casa. E como tal, cuide dela. Ajude, reze por ela. Ame-a! Ame a sua primeira casa! Tudo já está pronto para sua chegada e você pode estar um pouco atrasado, mas Deus espera por você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário